Archive for the ‘Curiosidades’ Category

As 5 Melhores Poses para Foto: A Arte do Selfie


Chupado do site: SOS Solteiros

Você tá ligado o que é “selfie”? Se não sabe, ótimo, faz parte das pessoas que ainda não foram atacadas pelas modas da internet, de qualquer forma eu explico. Selfie é o termo que define a foto tirada por sí próprio, sabe aquelas fotos com bico que 90% das mulheres fazem?

69(eroo)

Pois é, isso é uma mania típica de uma foto selfie. Ninguém escapou dessa… nem eu, mas não vem ao caso, se meu apelido Zoolander tem a ver com isso, não é assunto pra esse artigo.

Zoolander-ben-stiller-170568_1024_768(fanpop)

Mas pesquisando nessa web de meu Deus, achei uma porrada de dicas que ajudam os aspirantes a modelos, a saírem de forma digna nas tais selfies, vamos explicar 5, postadas pelo Daily Mail.

 

#1 – Squinch

Essa técnica é a nova sensação, é muito simples com um resultado interessante. O criador é o fotógrafo e vlogger Peter Hurley, que lógicamente, fez um video explicando como funciona. É em inglês, mas qualquer um entende.

a melhor pose para tirar foto(peterhurleyphoto)

Simples, para fazer a tal pose, basta levantar e apertar a pálpebra inferior, permitindo somente que a pálpebra superior desça ligeiramente. Combinado com um sorriso suave.

angelica-posing-25th-november-02(neverunderdressed)

O fotógrafo alerta para a diferença entre apertar os olhos suavemente e fechá-los como se houvesse um cisco lhe incomodando. Outros exemplos:

Dica-pra-ficar-bem-na-foto-04Dica-pra-ficar-bem-na-foto-05Dica-pra-ficar-bem-na-foto-03Dica-pra-ficar-bem-na-foto-06 Dica-pra-ficar-bem-na-foto-07(peterhurleyphoto)

Testei aqui no espelho, ficou muito melhor que o Zoolander, sem dúvida.

 

#2 – Smize

Essa técnica, que funciona mais para mulheres, foi criada pela apresentadora e top model Tyra Banks, nada mais é do que sorrir com os olhos.

tyra_bannerSe tem dúvidas de como sorrir somente com os olhos, não se preocupe, por que têm video-tutorialapp-tutorial (WTF??), e… tutorial.

angelica-posing-25th-november-03(neverunderdressed)

Segundo a jornalista Angelica Hermon, essa gata das fotos, “é realmente muito difícil sorrir com os olhos, tentando não sorrir com a boca. (…) Eu percebi que maquiagem pesada da Tyra, é meio do caminho para o smize”.

 

#3 – Prune

Técnica das Irmãs Olsen, aquelas gêmeas que fizeram sucesso quando bebês, interpretando a mesma pessoa e a gente nunca mais ouviu falar… pelo menos aqui no Brasil. Também funciona melhor com as mulheres, homens que fizerem a pose, vão receber apoio de outros homens que gostam de homens.

blog130608_olsen2(celebrities.ninemsn)

Para parecer com as irmãs Olsen, basta projetar um olhar quase sério e um ar sensual com a boca. Eu achei um video ótimo, explicando na prática que esse tal “Prune” é quase que pronunciado, para ficar com essa boca meio… coringa… (?)

AhahHAHhaHAH… muito bom.

angelica-posing-25th-november-05(neverunderdressed)

Enfim, segundo a jornalista essa pose é a mais falsa de todas, parecendo que fez preenchimento com colágeno, ou que tem úlceras na boca. Depois ela é fofa, falando que nas irmãs fica lindo. Aham… ta serto.

 

#4 – Teeging

Pose favorita da cantora Lily Allen, dentes quase mordiscando a lingua… sexy, sexy, seeexyyy (lê-se cantando Fat Family). Também serve para meninas e meninos coloridos, Restart, olha aí a dica.

Lily-Allen-5(free13k)

Para fazer a pose perfeita, os dentes de cima ficam mais a frente, com a lingua pressionando-os, e com os dentes de baixo, dê uma leve mordiscada.

angelica-posing-25th-november-06(neverunderdressed)

Para a jornalista, a faz lembrar da sobrinha de 3 anos, que tem a língua presa… HahaHAhah, ainda completou que é como um filhote de Labrador que fica toda hora com a lingua pra fora. Que maldade Angelica, se bem que dizem “o pior é quem ri…”, oops. Mas eu curti, dava LIKE no Tinder.

 

#5  – LOLing

LOL, é o tipo o nosso Rsss ou HAhaHAha, então essa técnica se baseia no riso, mas depois que soltar aquela gargalhada, deve-se congelar a pose. Serve pra todos os gêneros.

Tipo isso…

ou isso…

HhaHAhahHAHhahHAhahAHha (LOL!!) #passandomal. Essa pegadinha devia virar febre, ri tão alto que perdi o sono pós-almoço.

angelica-posing-25th-november-04(neverunderdressed)

Segundo a jornalista essa pose foi a que ela “achou mais natural e fácil, embora fosse completamente falsa”. Ressaltou que “lembra o sábado à noite, quando o melhor amigo caiu na pista, e soltou aquela gargalhada”. Mas pela cara que fez na foto, parece que nem foi tão engraçado, se fosse eu, teria cerveja saindo pelo nariz, nada sexy.

E aí, qual selfie você acha que fica melhor? Se você testou, manda a foto pra gente, somos bonzinhos, só postaremos as mais bonitas na nossa fanpage. As mais engraçadas a gente não vai colocar como capa, não… não vamos…

 

Post Original: SOS Solteiros
Copiei este post na integra porque além de engraçado o conteúdo é muito útil. rs
Fontes Originais:
manualglobal.blogspot.com.br
dailymail.co.uk
wikihow.com
neverunderdressed.com
youtube.com/user/peterhurleyphoto

A ciência dos preços – Superinteressante


ATUALIDADES

A ciência dos preços

Todo mundo sabe que promoções são truques para nos fazer gastar mais e que preços terminados em “99” são tática manjada. Mas a verdade é que elas – e tantas outras – funcionam e nos fazem comprar mais, consumir mais. E nos deixam mais felizes. Saiba por quê.

por Felipe Van Deursen

Um fuzileiro naval americano a serviço nas Filipinas quis comprar um cacho de bananas de um nativo que trabalhava perto da base. O sujeito vendia um cacho a 10 centavos e três por 35. O marine tentou explicar que o preço estava errado. “Veja, vou comprar um cacho. Aqui está uma moeda de 10”, explicou. “Vou comprar um segundo cacho, aqui está outra moeda. Agora quero um terceiro, eis mais 10 centavos. Pronto! Três cachos por 30 centavos. Mas você queria me vender por 35!” O filipino o encarou. Parecia não entender. Só com insistência os militares conseguiram comprar os três cachos por 30. Com o passar dos dias, convenceram-no a vender três por 25, pois isso impulsionaria as vendas de banana.

O fuzileiro sentiu-se um gênio. E assim ficou por semanas, até encontrar o vendedor no centro da cidade – onde vendia o cacho a 3 centavos.

A anedota reúne algumas das mais populares práticas aplicadas para definir os preços das coisas. E a ciência busca compreender, por meio dessas táticas, as relações comportamentais entre consumidores, vendedores, números e valores para explicar por que esse relacionamento tem forte carga emocional. Quer ver? Pegue a 2.55, uma emblemática bolsa da Chanel. Ela pode custar cerca de R$ 6 mil e não parecer tão cara assim. Como? Nada a ver com o fato de a pessoa do outro lado da vitrine ser rica ou pobre. A explicação pode estar no caso de uma mera máquina caseira de fazer pão.

Preço âncora: é tudo relativo

A Williams-Sonoma, rede de lojas americana especializada em produtos para a cozinha, vendia uma máquina de pães por US$ 279. Foi um fracasso. Mesmo assim, lançou uma nova versão, pouco maior, a US$ 429. Novo fracasso. Mas algo curioso aconteceu: a partir de então as vendas do aparelho de US$ 279 dobraram. Isso é o que consultores de preço chamam de ancoragem, fenômeno em que, ao estimar o valor numérico de algo, as pessoas são inconscientemente influenciadas por outros números relacionados. Quer dizer, um eletrodoméstico custar US$ 279 pode soar extravagante. Mas, se o consumidor sabe que a versão um pouco maior é mais de 50% mais cara, o preço fica mais interessante.

A ancoragem foi descoberta em 1974 pelos psicólogos Amos Tversky e Daniel Kahneman – que chegaria a ganhar o Nobel de economia. “Kahneman contestou a teoria do Homo economicus, ser racional que sempre pensa em como maximizar seus interesses”, diz Alcides Leite, professor de economia da Trevisan Escola de Negócios. “Pessoas não são tão racionais assim ao comprar.”

Voltando à Chanel: em 2007, ela lançou uma bolsa de couro de jacaré, toda trabalhada em diamantes e ouro. Um luxo. Preço: US$ 260 mil. Perto dessa, a 2.55 – que além de tudo é um clássico da moda, com sua alça de corrente mundialmente imitada – vira pechincha.

A ancoragem é comum em lojas chiques e restaurantes caros. O Serendipity 3, de Nova York, tem no cardápio um sundae que custa R$ 1 580 bem perto de um cheese cake oferecido a R$ 35. Bela estratégia para convencer a clientela, enquanto espera uma celebridade aparecer no restaurante, a pagar pela sobremesa quase o preço de um prato principal.

Mas não é só lugar badalado que usa e abusa da psicologia dos preços. O prato-feito da esquina também. Muitas vezes ele o induz a escolher exatamente aquilo que quer que você escolha. Pense em um filé com fritas. Pequeno, R$ 15; médio, R$ 20; grande, R$ 22. Se a fome for grande, você tenderá a escolher o maior prato porque proporcionalmente ele é mais barato. O restaurante pode cobrar menos, pois a quantidade de comida no prato não interfere tanto assim no custo (há outras partes envolvidas, como mão de obra, energia elétrica, gás, água etc.). Cobrando menos, o restaurante o leva a pedir logo o maior prato. É o chamado “menu induzidor”, que faz parte de um conceito largamente usado para conquistar o consumidor: o preço não linear.

O barato da liquidação

No comércio de produtos de alto consumo, de meias a detergente, de camisinha a sabão em pó, é mais comum vermos exemplos notórios de preços não lineares. Preço não linear é o fenômeno em que o preço final que se paga não sobe proporcionalmente à quantidade de produtos e serviços que se leva. É o famoso “compre 2, leve 3”. Não ver uma placa com essa instigante mensagem em ruas comerciais é mais difícil do que achar vaga em estacionamento de shopping aos sábados.

O preço não linear está em todo lugar. “Empresas telefônicas oferecem descontos para ligações de longa distância para reter clientes que poderiam trocá-la por operadoras locais”, exemplifica o economista Robert Wilson, professor da Universidade Stanford, nos Estados Unidos, em um de seus artigos a respeito. Ou seja, você gasta menos aqui para gastar mais ali. “É uma tática incrivelmente eficaz”, diz William Poundstone no livro Priceless – The Myth of Fair Value (And How to Take Advantage of It) – inédito em português. “Nenhuma loja pode nos obrigar a comprar 5 pacotes de sabão. Mas, com as ofertas irrecusáveis da psicologia dos preços, elas não precisam fazer isso. Em muitos casos, o consumidor econômico é persuadido a gastar mais, em nome do ‘poupar dinheiro’.”

O problema é que você não está necessariamente economizando. “É dinheiro parado. Você faz estoque, mas esse dinheiro poderia estar rendendo em outras coisas. É uma decisão racional, só que limitada”, explica Alcides. Outro exemplo: você precisa de 2 pastas de dente, uma para agora, outra de reserva. A pasta custa R$ 2,50 e a farmácia vende 5 por 4, logo R$ 10. Tentado pela promoção, você resolve comprar o pacote, gastando R$ 5 a mais. Fez uma boa compra? Possivelmente. Saiu satisfeito? Talvez.Mas mais feliz ainda ficou o dono da farmácia, que fez você gastar R$ 10 em vez de R$ 5.

E não venha falar de cartão de crédito. Aqui a situação piora. “Quando você paga em dinheiro, sente que ele está te deixando. Com o cartão de crédito, não”, explica Dave Ramsey, espécie de celebridade americana das finanças, no livro The Money Answer Book (inédito em português). Segundo ele, pessoas que usam o cartão de crédito tendem a gastar até 18% mais do que as que usam dinheiro vivo. E o cartão é cada vez mais popular: o volume de pagamentos com cartões da Visa cresceu quase 25% no ano passado somente no Brasil.

Mas, se ele nos faz gastar mais, por que aumentamos o uso do cartão? Simples. Porque é gostoso. Porque gostamos de consumir. Porque é bom como sexo.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Westminster, no Reino Unido, mostrou a um grupo de 60 pessoas várias imagens. Algumas tinham cenas de sexo, enquanto outras exibiam diversos produtos em promoção. De uma escala de 0 a 10, os dois grupos de fotos tiveram picos de 7 pontos em uma máquina que mede a excitação pela dilatação da pupila. Imagens de paisagens, por exemplo, ficaram nos 2 pontos. “Sexo é recompensador, assim como um bom negócio”, disse um dos fundadores da empresa que criou o software usado na pesquisa. Se as boas compras são boas como sexo, o mercado está cheio de brinquedinhos estimulantes por aí.

Jeitinho parcelado

Houve um tempo em que não havia anúncios de produtos à venda por algum valor terminado em “99”. Isso foi em meados do século 19. Com os anos, as lojas de departamentos americanas passaram a adotar a tática, segundo Robert Schindler, especialista em comportamento de consumo e estudioso dos efeitos desse número. Pesquisadores dizem que o preço terminado em zero é mais fácil de lembrar, por ser um número redondo. Isso fixa o preço na memória do mesmo jeito que um aniversário de 30 anos é mais lembrado do que o de 31. Assim, com o preço claro na cabeça, fica mais fácil pesquisar valores menores e, consequentemente, comprar menos por impulso. Por isso o “99” é tão presente em anúncios cujo objetivo é chamar a atenção para o preço. Segundo um levantamento feito por Schindler, 42,9% dos preços exibidos em propagandas de jornais americanos terminavam em “99”. Uma pesquisa realizada na França mostrou que a venda de uma pizza subiu 15% ao mudar o preço de 8 euros para 7,99. O que vale é a sensação de pagar menos, não a economia de 1 centavo no bolso. As pessoas não ligam para esses níqueis: em 2005, britânicos descartaram 133 milhões de libras esterlinas em moedas (leia mais sobre a moeda de 1 centavo na pág. 40). Aliás, não é só número que age no inconsciente. Vírgulas e pontos também. Quer dar um lance em um carro seminovo? R$ 20.000,00 soa maior que R$ 20 mil ou R$20000.

Se desperdiçar moedas não é hábito exclusivo nosso, tem um que é, sim: parcelar. “Nenhum país teve inflação alta por tanto tempo como o Brasil”, diz Alcides. “Você pensa no preço da parcela, não no final”, explica. Esse contexto em um país em que a maior parte da população não tem dinheiro para comprar um eletrodoméstico à vista foi a deixa para as redes de varejo conquistarem mais clientes com o parcelamento. Dividir é tão forte no Brasil que até as lojas de luxo, cuja clientela teoricamente não precisaria parcelar, tiveram que se adaptar quando chegaram aqui. O Brasil é o único lugar do mundo em que um anel na Tiffany pode ser comprado em 10 vezes. Assim como um rack nas Casas Bahia.

Vale quase tudo para vender. Arquitetos projetam grandes lojas de um jeito que o consumidor tenda a andar no sentido anti-horário, pois descobriram que os clientes que se movimentam assim gastam mais dinheiro. Um supermercado constatou que usar música ambiente francesa aumenta a venda de vinho francês (e o mesmo funcionou para garrafas alemãs). Parece loucura? Quem é que compra vinho por causa da música ambiente? E quem presta atenção em música ambiente? Poundstone resume: “A maior parte das decisões que tomamos no dia a dia, inclusive o que colocamos no carrinho de compras, não é tão clara assim”.

Pague 2, leve 3 e o desbunde da promoção

Quando o preço final que pagamos não sobe na mesma proporção que a quantidade de produtos e serviços que estamos levando, temos um exemplo de preço não linear. Ele é visto mais claramente nos shoppings e nos supermercados, na forma de “3 itens por 2” etc. Já o “99” é estudado há décadas por seus efeitos cognitivos. Sabemos que preços terminados em “99” parecem mais baratos do que realmente são. Mas, mesmo assim, consumimos mais quando estão na vitrine.

Vinho caro é melhor que vinho barato?

Não necessariamente. Um estudo diz que o preço influi na percepção de buquês, aromas e afins. E isso não acontece se o valor cobrado é desconhecido. Ou seja, muitas vezes o gosto mais marcante de um vinho é o preço dele.

Preço maior dá a ideia de produto melhor?

Sim. Exemplo: segundo o autor William Poundstone, etiquetar o chocolate Mars com um preço e o Snickers com outro, pouco menor, fará o primeiro vender mais. Se inverter os preços, o Snickers venderá mais. Preço maior é um atalho cognitivo para a percepção de melhor qualidade.

O segredo dos preços estratosféricos

Olhe para estas bolsas. Você saberia a diferença de preços só de observá-las? Pois uma custa 6 vezes mais que a outra, uma diferença de R$ 7 mil. Ao dar de cara com as bolsas na vitrine, ver o preço daquela à direita (R$ 8 398) e o tamanho da diferença de preço, de repente a quantia cobrada pela bolsa da esquerda (R$ 1 375) parece menos assustadora, não? Isso é ancoragem. Pôr um preço nas alturas para que, por comparação, não achemos outros bem abaixo dele tão caros assim.

Por que o preço de um gadget cai quando sai o sucessor?

Com o lançamento de algo novo, como o iPad, consumidores não sabem quanto ele deveria custar, pois não há com o que comparar. Assim, há mais liberdade para definir o preço. Alto no lançamento (para fãs) e mais baixo depois para o resto da boiada.

A garantia de carro nunca dura tanto quanto promete?

Dura para quem respeita as especificações. Entre as regras mais comuns está a da revisão. Para não perder a garantia, é preciso fazê-la em concessionárias autorizadas, onde normalmente o preço de produtos e serviços é maior. É uma tática para deixar o cliente por perto por mais tempo. E consumindo mais.

Mais por menos?

Como uma bermuda com mesmo tecido, da mesma marca, pode custar tanto ou mais que uma calça? Apesar de o custo de produção ser cerca de 25% menor, a resposta está na parte de cima, com botões, zíperes, costuras e rebites. Lá fica o grosso do trabalho. E ainda há a influência da moda, que estimula a demanda e, na sequência, o aumento de preços. Bermudas podem estar mais em alta que calças. O preço da camisa xadrez, no auge da moda, aumentou até 10%.

Fontes Associação Americana de Economistas de Vinho; Clóvis Ferratoni, professor de design de moda do Centro Universitário Senac; Joel Leite, diretor da agência de notícias Auto Informe; Ana Laura Villega, repórter visual da revista VIP.

Para saber mais

Priceless: The Myth of Fair Value (And How to Take Advantage of It)

William Poundstone, Hill and Wang, 2010

Homens fiéis teriam QI mais alto e seriam evoluídos


Olha só pessoal… algo que parece óbvio, está sendo comprovado cientificamente. Os homens com um QI mais elevado, tendem a ser fiéis, justamente porque consideram que numa relação existe muito mais coisas além de sexo. Ou seja… o sexo passa a não ser o único fator determinante para o sucesso de uma relação. Agora os homens de QI mais baixo, obviamente tendem a pensar sempre com a cabeça de baixo

Um estudo publicado na revista “Social Psychology Quarterly”, parece ligar homens fiéis às suas parceiras a níveis mais altos de QI que os que traem suas mulheres e namoradas. O estudo foi conduzido pelo pscicólogo especializado em comportamento de gênero, casamento e poligamia Satoshi Kanazawa, da London School of Economics and Political Science.

Segundo a agência de notícias BBC, Kanazawa disse que “homens inteligentes estão mais propensos a valorizar a exclusividade sexual do que homens menos inteligentes”. O cientista chegou a essa conclusão depois de comparar o quoficiente de inteligência (QI) de milhares de adultos e adolescentes dos Estados Unidos a suas atitudes.

Depois de analisar os dados da National Longitudinal Study of Adolescent Health e da General Social Surveys, Kanazawa encontrou também ligações entre o QI e o posicionamento político e a religião. O ateísmo e o liberalismo político foram apontados na pesquisa como atitudes de homens mais inteligentes.

O pesquisador disse à BBC que a fidelidade é um sinal de evolução da espécie. O homem fiel seria diferente do padrão “relativamente polígamo” que o gênero teve ao longo da História. Não trair seria, segundo a teoria de Kanazawa, uma novidade evolucionária a que os mais inteligentes estariam aderindo. Entre as mulheres, no entanto, essa conexão entre QI mais elevado e exclusividade sexual não acontece, segundo o estudo.

Realidade não é tão simples, diz psiquiatra

Para o psiquiatra Luiz Sperry Cezar, pesquisador do Hospital das Clínicas de São Paulo, no entanto, os resultados devem ser vistos com cautela. “O estudo não trata de questões de fidelidade no sentido estrito e 81% dos entrevistados nunca haviam sido casados”, diz. “Dizer que o QI é um fator determinante em relação a fidelidade é um exagero.

Diversas outras questões referentes a personalidade são tão – ou mais – importantes que isso: impulsividade, tendência a busca pela novidade, capacidade de assumir riscos”, afirma. Segundo o psiquiatra, não é possível afirmar que “é inteligente ser fiel” a partir dos dados coletados por Kanazawa, pois o método utilizado não visaria abordar esse tema com clareza.

Na “Social Psychology Quarterly”, o artigo foi publicado com o título “Why liberals and atheists are more intelligent” (Por que liberais e ateus são mais inteligentes).

Moral da história. Analise bem seu pretendente e veja se ele pensa com a cabeça de cima… ou com a de baixo.

Virginiano… conheça a fundo as características de um verdadeiro virginiano


O Homem Virginiano

Uma coisa que o homem de virgem adora fazer é trabalhar. Esta gente faz com que o capricórnio pareça um vagabundo diante de sua fissura por trabalho. É claro que existem virginianos que podem não gostar muito de trabalho, mas o típico homem deste signo, adora. Ele sempre parece estar preocupado com alguma coisa que deixou por fazer. Se, para ele trabalhar vinte horas é pouco, vai sempre querer que todos façam o mesmo!

O virginiano tem uma capacidade impar em descobrir os defeitos dos outros (o que ele acha que é defeito) e sempre fica incomodado com este defeito. Ele odeia, no fundo da alma em receber qualquer tipo de critica!Embora se mostre extremamente capaz e frio, ele é devorado por dentro pela ansiedade e o pessimismo.Também não é do tipo que sonha, que acha que as coisas caem do céu, nem espera que as coisas sejam conquistadas sem muito suor! Por isso é difícil que se apaixone à primeira vista. O virginiano sempre desconfia da felicidade, mas nunca se entrega se não tiver certeza de que encontrou a mulher “quase” perfeita. Sim, pois para ele ninguém é perfeito, nem ele. Oh sim, ele não se julga o máximo da perfeição como o leonino! Pelo contrário, nunca consegue relaxar até conseguir tirar o máximo das pessoas ou de si mesmo.

Quando o homem de virgem cria um hábito, cria mesmo, e nada vai fazê-lo abandoná-lo, nem os negócios, a família ou você. Se ele cismar que as meias devem ficar sempre na gaveta do meio, nem perca seu tempo tentando convencê-lo que aquilo é besteira. Só vai conseguir irritá-lo. E, quando irritado, ele costuma ficar amuado em um canto, em silêncio, parecendo um túmulo. Mas não se preocupe, depois de uns dias ele volta ao normal!

Ele se parece com os librianos que sempre negam que tem hábitos, por mais estranhos que pareçam. Tente dizer que ele é extremamente sistemático, que tem manias de limpeza e vai ouvir um: “Quem, eu?”O virginiano é do tipo que costuma ajudar a lavar os pratos depois da festa, mas não deixa de reparar na bagunça que está sua área de serviço.

Outra coisa que deve ficar bem claro é que não costuma gostar de gastar dinheiro. O desperdiço é algo que consegue tirá-lo do sério. Gastar com coisas que para ele parecem não ter utilidade pode ser um martírio. Acostume-se com a idéia dele não conseguir entender porque o “Juninho” quer ganhar um vídeo game de natal, se um computador seria muito mais útil!

Ele procura mais por qualidade do que quantidade, mesmo em se tratando de amor. Quando ele tiver sonhos com a mulher amada, este sonho virá com um manual de funcionamento e sem fundo musical que é para não interferir em suas emoções. Normalmente, ele será o tipo de marido caseiro, que gosta de arrumar uma coisa aqui e ali, que sempre estará presente nos momentos em que precisar de um ombro para chorar.

O virginiano é extremamente bondoso e atencioso para com todas as coisas que interessam as mulheres, principalmente aquelas coisas pequeninas que as mulheres valorizam tanto. Como costuma disciplinar seus sentimentos, pode parecer que é insensível aos desejos que as mulheres tem pelo romantismo. Puro engano. Ele será romântico na medida certa, com aquele sorriso paternal que só ele sabe dar e com palavras não tão adocicadas, porém sinceras.

Sua maneira de demonstrar o quanto ama uma mulher é através do trabalho, das conquistas que fará em sua vida, de tudo que conseguir. Sempre que ele ganhar dinheiro, vai fazer questão que saiba que uma parte de tudo é sua.

A melhor maneira que ele conhece para dizer o quanto ama uma mulher é através de uma espécie de autopromoção. É como se ele dissesse: “Posso não ser o homem mais romântico, mas sempre lutarei para que você nunca passe necessidades!”
A personalidade do virginiano

SÍMBOLO DA ASSIMILAÇÃO: “Eu busco a mim mesmo através do que analiso.”

  • 1º Decanato (23/08 a 02/09): Pensa muito antes de agir; é reservado, tímido, difícil e não se contenta com facilidade.
  • 2º Decanato (03/09 a 12/09): É muito consciencioso; gosta de tudo limpo e bem feito; é sóbrio, econômico, chegando a ser um pouco avarento.
  • 3º Decanato (13/09 a 22/09): Possui espírito inventivo; muito sensível e nervoso.

Elemento: Terra
Planeta: MercúrioGênero: Feminino
Par Ideal: Peixes (Menias quem for de peixes não perca tempo!!!)
Cor: Matizes do Azul e Prateado
Pedras: Topázio, Jaspe e Ágata
Metal: Mercúrio e PrataPerfume: Benjoim, Verbena e Gardênia
Plantas e Flores: Açucena, Valeriana, Madressilva e Sabugueiro
Dia de Sorte: 4º FeiraNúmero de Sorte: 05Estrela Guia: Spica
Plano de Vida: Físico
Magia: Espíritos da Terra / Gnomos
Estado Mental: Fraqueza
Remédio Floral: Centaury Domínios Anatômicos: Intestinos e Vísceras Em geral
Saúde: Preocupa-se freqüentemente com a saúde e alimentação, sendo freqüentes os distúrbios psicossomáticos e intestinais.

O que irrita um virginiano

  • Choramingue bastante. Desarrume sua casa (dele), atrapalhe sua programação, esqueça de atarraxar a pasta de dente.
  • Cheire feito um gambá ou vá cheirando suvaco.
  • Diante do armário do banheiro, indague – “para que taaanto remédio?”.
  • Faça xixi na tampa da privada, ou, de preferência, no chão, em volta do vaso.
  • Critique o jeito deles se vestirem. Diga que aquele dentinho torto é “um charme”.
  • Use os vasos de planta deles como cinzeiro, e enterre os palitinhos de fósforo na terra.
  • Depois de abraçá-los longamente, revele que você está fazendo um tratamento contra piolhos.

Principal Característica: Parcialidade

Personalidade: Prático, organizador, observador, introspectivo e crítico. mesmo não sendo expansivo, mostra-se afetuoso. de temperamento tranqüilo e laborioso. O virginiano é alegre e bem humorado, dotado de muita força mental.

Virtudes: Apoio e simplicidade; clareza e objetividade; segurança e generosidade; calma e autoconfiança; precisão e meticulosidade.Defeitos: manipulação; fixação nas falhas; indecisão e tendência a açambarcar as coisas; nervosismo e dependência absoluta.

Ambiente: Não deve ser um local despovoado. campos, colinas, regiões próximas às montanhas são os ambientes mais adequados.

Atividades: Dedica-se à atividades que tragam lucro e prazer e exijam atenção aos detalhes. possui muita habilidade manual.

A missão do virginiano

Para entendermos por que e para que estamos na terra, DEUS destinou uma missão a cada um dos doze signos. “Era manhã quando DEUS parou diante de suas doze crianças e em cada uma delas plantou a semente da vida humana.

Uma por uma, elas dirigiram-se a Ele para receber seu dom e conhecer sua missão”.”Para você, Virgem, peço uma análise de tudo que o homem tem feito com minha criação. Você examinará seus caminhos minuciosamente e o lembrará de seus erros, para que por seu intermédio minha criação possa ser aperfeiçoada. Para isso, dou-lhe o dom da pureza do pensamento”.E Virgem voltou a seu lugar.

Então, DEUS disse: “Cada um de vocês é perfeito, mas vocês não saberão disso antes de cumprir sua missão”. E as crianças saíram, cada uma determinada a fazer seu trabalho o melhor possível, para que pudessem receber seu dom.

Mas DEUS sorriu quando disse: “Vocês voltarão a Mim muitas vezes pedindo para serem dispensadas de sua missão, e cada vez Eu concederei a vocês seus desejos. Vocês irão por incontáveis encarnações antes de completarem a missão original que lhes determinei. Eu lhes dou um tempo incontável para fazê-la, mas somente quando ela estiver feita, vocês poderão estar comigo”.

O Pai Virginiano

Os homens do signo de Virgem não têm muita inclinação para a paternidade. Parece que o seu singular tipo de ego não exige filhos para sua realização emocional, e os virginianos tendem a criar famílias pequenas. Contudo, uma vez que venha o filho – ou filhos – o virginiano é um pai extremamente consciencioso, e jamais negligenciará suas responsabilidades.

Ele passará várias horas ensinando aos filhos e transmitindo-lhes seus próprios padrões de conduta.Ele os ajudará com todo o entusiasmo a fazer o trabalho de casa e provavelmente não medirá sacrifícios para sustentar seus hobbies, lições de música e, em especial, o colégio.O pai virginiano põe grande ênfase no intelecto e treina rigidamente os filhos em questões de ética, de cortesia e de cidadania.

Raramente você encontrará um pai de Virgem que estrague o filho com mimos, e sempre haverá bastante da necessária disciplina.Tudo isto é muito bonito, mas pode haver necessidade de maior demonstração física de amor entre um pai virginiano e seus filhos, já que por natureza ele não é muito afetuoso. A não ser que se faça um esforço para corrigir isso desde a infância, é muito provável que ele venha um dia a descobrir que existe uma barreira intransponível entre ele e o filho a quem ama tão profundamente.Há também uma tendência para que ele seja crítico demais, exigente demais e severo demais.
O beijo do virginiano

Os beijos são uma arma poderosa na hora de seduzir. Através deles, é possível expressar vários sentimentos. Veja agora, como esse signo beija, e caia de boca nessa deliciosa tentação!

A timidez não interfere no beijo, geralmente apaixonado, deste signo. Toca fundo no coração e quer que o par se sinta super bem. Na verdade, não parece, mas ele é um grande beijoqueiro.

A Sensualidade do virginiano

O virginiano, regido por Mercúrio, tem suas artimanhas e costuma esconder o jogo. Mantém uma aparência austera e comportada e não se expõe a flertes inúteis ou paqueras explícitas.Mas basta ter confiança no(a) parceiro(a) para liberar todo o seu potencial erótico. Aí surge um verdadeiro especialista no assunto, esmerado nos detalhes mais excitantes, preocupado em encontrar as fontes de onde jorra o autêntico prazer.

Odeia as transas rapidinhas, que vão direto ao ponto. Ao contrário, prolonga o máximo as preliminares e descobre mistérios nunca antes desvendados.Em troca, não pede, mas espera um tratamento classe A, de preferência com fidelidade e constância. Afinal, quando se entrega plenamente, o mínimo que corpo exige é respeito.

Atração Fatal: por Peixes, principalmente pelos mistérios e surpresas que os nativos desse signo reservam.
Contatos Quentes: com Câncer, Escorpião e Touro. Os minutos passados com eles podem parecer eternos.
Passe Longe: de Áries, Sagitário e Aquário. O virginiano não se sente à vontade com eles e uma certa frustração acaba sendo inevitável. Mas evite mesmo Leão e Libra, se não curte o sadismo nem tende ao masoquismo.

Por que ele é irresistível

  • Pensa primeiro no prazer da parceira: Como está sempre atento ao que você gosta (e não gosta) na cama, toda transa é uma experiência deliciosa.
  • Curte a natureza: Gosta de passear de mãos dadas na praia admirando o pôr-do-sol, fazer pic-nic no campo e amor à luz das estrelas.

O que ele curte na cama?

O virginiano é o rei da fantasia. Excite o rapaz desafiando-o a contar um de seus sonhos eróticos mais picantes e secretos (ser dominado por você, por exemplo) e depois parta para a ação, tornando realidade esse desejo.

Homens Virginianos Famosos

Will Smith

Victor Fasano

Sean Connery

Ronaldo Fenômeno

Richard Gere

Ricardo Pereira

Raul Cortez

Paulo Coelho

Paulo Autran

Michael Jackson

Max Fercondini

Leon Tolstói

Keanu Reeves

Jucelino Kubitscheck

Hugh Grant

Freddy Mercury

Fernando Meirelles

Fernando Gabeira

Di Cavalcanti

Dennys Eduardo

David Copperfield

Colin Firth

Charlie Sheen

Adam Sendler

Arnaldo Antunes

Mais virninianos(as) famosos(as)… Continue lendo

8 motivos para gostar dos gordinhos


Gordinho
Uma coisa é fato (não só uma coisa, muitas outras também são, mas no contexto, o que falarei a seguir é o maior fato já conhecido pelo ser humano): Todo mundo já conheceu um gordinho e adorou o cara.
Se você se opôs a esse fato, pare, pense bem, puxe lá no fundo de sua memória. Eu lhe garanto que você se lembrará de algum gordinho muito gente boa que já cruzou seu caminho.
Se mesmo com a maior concentração do mundo você não se lembrou do tal gordinho, aqui vão algumas características destes seres. Características essas que farão você sair de casa correndo à procura do seu barrigudo.
  1. Engraçados
    Essa é a primeira coisa que a maioria das pessoas percebe. Ainda mais se a pessoa olhar pro gordinho e ele retribuir o olhar com um sorriso ou uma careta que apenas seres com uma massa corpórea elevada sabem fazer.
    Sempre que você ver uma roda de amigos numa mesa de bar se matando de rir, pode olhar melhor que em 99% dos casos você encontrará um gordinho no meio da roda falando algo engraçado.
    E o melhor: Gordinhos são engraçados espontaneamente. Não precisam ler livrinhos de piada, não precisam apelar. É tudo natural.
  2. Simpáticos
    Essa é a principal razão pela qual muitos têm um melhor amigo gordinho. Pessoas dos mais variados estilos se identificam com o mesmo gordinho. Eles são muito educados e sempre estão de bem com a maioria das pessoas à sua volta.
    E uma coisa muito importante: É muito difícil brigar com um gordinho. Você pode discutir, mas depois de um curto período de tempo já estará correndo atrás dele para pedir desculpas.
  3. Amigos
    Quer ter um amigo de verdade? Procure um gordinho. É isso ou seu dinheiro de volta.
    Gordinhos valorizam muito a amizade e, quando percebem que é pra valer, fazem de tudo para continuar com seus amigos. Sem contar que são uma ótima companhia, como você perceberá pelas próximas características que citarei abaixo.
  4. Inteligentes
    Essa eu não preciso nem explicar, pois temos um exemplo aqui mesmo neste blog. Dos três autores do Miztureba, dois são gordinhos. E deles é que saem os melhores textos.
  5. Fiéis
    Da mesma forma que os gordinhos valorizam as amizades, eles valorizam também suas amadas.
    Você, mulher que adora homens bombados, mas não aguenta mais ser chifrada, reveja seu ponto de vista quanto aos gordinhos. Apenas pelas características acima já é seguro afirmar que um gordinho seria um ótimo namorado. Com esta quinta característica então, você achou a perfeição!
  6. Carinhosos
    Mais um motivo pra mulherada correr atrás do seu pedacinho de gordura (essa frase ficou nojenta).
    Gordinhos sempre são carinhosos e normalmente não têm vergonha de mostrar seu afeto em público. Principalmente com suas namoradas. Eles adoram abraçar, beijar, fazer carinho, falar coisas bonitinhas no ouvido e tudo o mais que a mulher precisar.
  7. Fofinhos
    Pergunte para uma mulher que namora/namorou um gordinho qual é uma das melhores coisas para se fazer com eles (tirando o sexo).
    Em 70% dos casos a mulher responderá que deitar na barriga do gordinho é uma das melhores sensações que ele já proporcionou à ela.
  8. Humildes
    Essa é uma característica óbvia. Gordinhos são traumatizados por, em algum momento de suas vidas, terem sido menosprezados por seres acéfalos que se acham superiores (A.K.A. Bombados fodões). Por essa razão eles (quase) nunca se colocam acima de ninguém.

Texto extraído do Blog Mistureba

Homens gordinhos X Homens sarados


Esse é sem dúvidas o texto mais incrível que já li na vida. Retirado do Testosterona. Pra você que não conhece esse blog, é uma espécie de bíblia do homem. O texto ele recebeu via e-mail, de uma mulher.

Mulheres de todo o Brasil, tenho um conselho valioso para dar aqui: se você acabou de conhecer um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos seus filhos, pare agora e me escute! Na próxima vez que encontrá-lo, tente (disfarçadamente) descobrir como é sua barriga. Se for musculosa, torneada, estilo ‘tanquinho’, fuja! Comece a correr agora e só pare quando estiver a uma distância segura. É fria, vai por mim. Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, ostentar uma barriguinha de chopp. Senão, não presta.

Veja bem, não estou falando daqueles gordos suados, que sentam horas na frente da televisão com um balde de frango frito e que, quando se abaixam, mostram um cofre peludo. Não! Estou me referindo àqueles que, por não colocarem a beleza física acima de tudo (como fazem os malditos metrossexuais), acabaram cultivando uma pancinha adorável. Esses, sim, são pra manter por perto. E eu digo por quê. Você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, é pra fazer graça pra turma e provavelmente será engraçado, mesmo. Já os ‘tanquinhos’ farão isso esperando que todas as mulheres do recinto caiam de amores – e eu tenho dó das que caem.

Quando sentam em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudos pedem pra beber? Cerveja! Ou Coca-cola, tudo bem também. Mas você nunca os verá pedindo suco ou coca-light. Ou, pior ainda, um copo com gelo pra beber a mistura patética de vodka com ‘clight’ que trouxe de casa. E você não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de cerveja, porque eles não sabem e nem se importam com essa informação.

E no quesito comida, os homens com barriguinha também não deixam a desejar. Você nunca irá ouvir um ‘ah, amor, ‘Quarteirão’ é gostoso, mas você podia provar uma ‘McSalad’ com água de coco’. Nunca!
Esses homens entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar. Mais uma vez, repito: não é pra chegar ao exagero total e mamar leite condensado na lata todo dia! Mas uma gordurinha aqui e ali não matará seu relacionamento. Se ele souber cozinhar, então, bingo! Encontrou a sorte grande, amiga…

Ele vai fazer pra você todas as delícias que sabe, e nunca torcerá o nariz quando você repetir o prato. Pelo contrário, ficará feliz. Outra coisa fundamental: homens barrigudinhos são confortáveis!
Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso besta. Terrível! Gostoso mesmo é se encaixar no ombro de um fofinho, isso que é conforto. E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional.
Homens com barriga não são metidos, nem prepotentes, nem donos do mundo. Eles sabem conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. E eles aprenderam a conversar, a serem bem humorados, a usar o olhar e o sorriso pra conquistar. É por isso que eu digo que homens com barriguinha sabem fazer uma mulher feliz… e, quem gosta de homem bonito e sarado, é viado!

Construa uma Bomba Atômica


 

Construa sua própria bomba atômica caseira e viva feliz!
Receita Caseira para construção de uma bomba atômica

Considerações preliminares
Por que construir a sua própria bomba atômica?
Primeiros passos
Onde adquirir a matéria prima
Segundos passos: o mecanismo de detonação
Onde guardar a sua bomba atômica
Normas de segurança
Considerações finais
Mutações genéticas são bem vindas
A vida vai desaparecer da face da Terra?
A radiação é prejudicial à saúde?
Conclusão

Considerações  preliminares

Como tudo o que é bom, a construção de uma bomba atômica, por mais poderosa que ela seja, também deve se iniciar pelas preliminares. Você sabe muito bem que se partir logo para os finalmentes a sua parceira (ou parceiro, conforme a sua preferência) pode sentir-se um pouco frustrada(o).

Por que construir a sua própria bomba atômica?

As razões são muitas e apresentamos, apenas, algumas delas.

Nestes tempos difíceis, de muita violência, você deve aprender a se defender. Os menos imaginosos, os medíocres, compram revólver, pistola, espingarda, fuzis AK45, 47, granadas e metralhadoras. Coisas de amadores, mesmo porque qualquer pessoa pode adquiri-los com a maior facilidade no mercado negro. Nos outros mercados, os mercados branco, cinza e “technicolor” pode ser um pouco mais caro, mas também é possível comprá-los desde que se tenha bons agentes de intermediação. Tudo fácil de mais.

Se você tem competência para realizar algo com a suas próprias mãos, por que não fazê-lo? Use o seu engenho, arte e imaginação para construir um artefato poderoso e com mil e uma utilidades.

Ao fazer a sua própria bomba atômica, você estará contribuindo para a paz mundial, pois o seu poder de dissuasão irá aumentar significativamente. Pelo menos isso é o que dizem os donos dos grandes arsenais nucleares.

A bomba não é para ser usada. Ela é apenas um enfeite, um artifício, um acessório decorativo, persuasivo e dissuasivo de grande poder. A bomba não deve jamais ser usada, a menos que o seu uso se torne imperativo diante de um inimigo metido a besta que, evidentemente, ainda não tenha construído a sua, a dele, própria bomba.

Se o inimigo já tiver construído a bomba dele, aí as coisas ficam um pouco dificultosas, porque se a bomba dele for maior que a sua, você pode se ferrar.

Como saber quem tem a maior? É fácil. Você se lembra do seu tempo de menino(a)? Pois é. Faz do mesmo jeito, uai!. Mostre a sua peça e peça pra ele(a) mostrar a dele(a). Essa estratégia sempre funciona.

Depois que você tiver construído a sua bomba, peça a inscrição no clube dos matadores atômicos onde já se encontram: Israel, EUA, Índia, Paquistão, Reino Unido, França e Rússia.

Agora que está plena e satisfatoriamente demonstrado que você também deve possuir a sua própria bomba atômica, mãos à obra.

Primeiros passos

A primeira coisa é obter a matéria prima. Recomenda-se o urânio 235. O urânio 238 deve ser evitado, pois apesar de possuir apenas 3 graus de diferença na escala, ele costuma dar chabu. (Já pensou, na hora H, você esperando um sonoro KABUUUMMM! e vem apenas um fraco, e geralmente fedido, puf?)

Dê preferência ao urânio enriquecido, mas antes procure saber como ele enriqueceu. Se o enriquecimento dele ocorreu nos anos em que ele esteve em Brasília ou ocupando cargos no governo, mude de fornecedor, pois trata-se de enriquecimento ilícito. É urânio desonesto, muito embora goze de grande prestígio nos meios políticos e sociais.

Pegue 100 kg de urânio 235 e divida em duas porções iguais. Coloque cada uma das porções em um cilindro de metal, tampe e reserve.

Use um pincel, atômico, evidentemente, para identificar cada um dos cilindros. Em um deles escreva “MASSA SUBCRÍTICA” e no outro escreva “MASSA CRÍTICA“.

A partir desse momento, evite, a qualquer custo, a contaminação entre os dois cilindros. As partículas da massa subcrítica somente devem encontrar as partículas da massa crítica no momento da explosão, depois de acionado o mecanismo fusível. Tá certo, é um tabu que nem aquele do noivo que não deve ver o vestido da noiva antes do casamento, mas tradição é tradição e deve ser respeitada.

Em seguid….

O quê?!! Como e onde conseguir o urânio? Putz, tenho que dizer tudo, é?

[Sinais de impaciência e irritação. Pausa.]

Tá bem, vamos lá.

Onde adquirir a matéria prima

As melhores fontes para adquirir a matéria prima são (pela ordem de preferência):

  1. ferro velho,
  2. organizações terroristas,
  3. centros de pesquisas e usinas nucleares.

Ferro velho. Com um pouco de paciência, pode-se conseguir bom material radioativo no ferro velho e os preços são muito convidativos. Confira com cuidado e veja se o material está muito gasto ou descorado. Verifique a textura, o sabor e a cor antes de fechar negócio.

Organizações terroristas sempre pedem muito dinheiro para liberar porções radioativas, mas dá pra fazer boas aquisições.

Centros de pesquisa e usinas nucleares são bons fornecedores, mas seja cauteloso porque os diretores e funcionários não gostam muito quando desaparecem grandes quantidades de urânio de lá. Eles ficam um pouco inquietos, sabe.

Se for usar material oriundo de centros de pesquisa, seja exigente. Alguns centros fazem pesquisa submetendo mosquitos e batatas à radiação, de modo que é preciso saber se o material radioativo está contaminado com larvas. Quanto mais contaminado com larvas, mais insetos nos resultados, quer dizer, mais incertos os resultados.

Agora que você já tem o urânio, vamos à segunda fase.

Segundos passos: o mecanismo de detonação

Preste muita atenção nesta parte. Um acidente pode ser fatal. Mantenha as faíscas sob controle absoluto.

O mecanismo de detonação é constituído de 100 kg de dinamite e mais o pavio. Em vez da dinamite, pode-se usar pólvora de bombas de São João, mas você vai precisar de 150 kg dessa pólvora.

Antes de perguntarem como obter a dinamite ou a pólvora: compre a dinamite em lojas especializadas em dinamite e a pólvora em lojas especializadas em pólvora. Satisfeitos?

Em seguida, coloque a dinamite ou a pólvora em um cilindro de metal, tampe e reserve.

Prepare o dispositivo fusível, também conhecido como pavio detonador. Alguns cientistas chamam o pavio detonador simplesmente de fusível e os ignorantes chamam o fusível de fuzil.

Pois bem, não use um fuzil, quer dizer, um pavio muito curto. Se pavio curto é ruim em gente, imagine numa bomba atômica.

O maior perigo num pavio pequeno é o lapso de tempo decorrido entre o momento de acender e a hora de a bomba explodir. Se o tempo for muito curto, não vai dar para você se afastar e ficar a uma distância segura do artefato. Geralmente um metro de pavio é um bom tamanho.

Como você bem sabe, todo o pavio que se preza tem duas extremidades. Coloque uma das extremidades do pavio no recipiente contendo a dinamite (ou a pólvora). Evite fumar charuto ou cachimbo durante essa operação. Cigarros são permitidos, desde que o maço contenha aquelas fotos de gente com câncer que o governo mandou botar pra ver se amedronta os fumantes.

Coloque os três cilindros – os dois de urânio e mais o de dinamite (ou de pólvora, conforme a sua preferência) – sobre uma superfície plana e prenda-os fortemente com fita durex. (Fique de olho na marca. Se não for durex, esqueça.)

Pronto: sua bomba está pronta para ser usada. Clique aqui para apreciar o Diagrama 01. À primeira vista, ele pode parecer meio esquisito, mas com o tempo você se acostuma.)

Onde guardar a sua bomba atômica

Guarde-a em casa num lugar accessível, porque, quando dela necessitar, você vai encontrá-la logo ali bem pertinho e à sua disposição. Vez por outra, faça uma inspeção pra ver se os cilindros estão vazando. Preste atenção, porque um nêutron descuidado aqui, um elétron displicente ali e todo seu trabalho vai por água abaixo.

Em alguns países, os donos de bombas nucleares fazem buracos no chão e lá enterram as suas bombas, talqualmente os gatos depois de fazerem necessidades fisiológicas. É uma boa alternativa.

Normas de segurança

Muito embora o processo de fabricação seja absolutamente seguro e isento de maiores riscos, alguns cuidados devem ser tomados.

a) Lave sempre as mãos com água e sabão após manusear o urânio. Use a sua escova de dentes para remover o pó que insiste em se abrigar sob as unhas. Se quiser usar luvas de segurança, compre dessas de supermercados. São mais baratas.

b) Enquanto você coloca o urânio nos dois cilindros, pode acontecer de subir uma poeira radioativa resultante da desagregação do material. Ao ser aspirada em grandes quantidades e metabolizada, essa poeirinha pode, eventualmente, impedir o organismo de produzir as células vermelhas do sangue.

Se você não sabe, as células vermelhas servem para dar a cor de sangue ao sangue e a ausência delas faz com que ele adquira cores variadas e imprevisíveis. Mesmo considerando que as conseqüências sejam meramente estéticas, fica esquisito se você sair por aí, pegar uma bala perdida, sofrer um assalto e chegar no pronto socorro sangrando um sangue rosa-choque ou azul-da-prússia. Pega mal, pacas. O que vão pensar de você?

c) Para evitar a inalação da poeira radioativa a melhor forma de prevenir é prender a respiração durante o manuseio do urânio. Pode ser que, no começo, você fique meio arroxeado devido à falta de oxigênio nos pulmões, mas, com o tempo, você se acostuma.

d) Para evitar que grânulos de urânio se instalem no seu estômago, jamais manuseie urânio enquanto estiver de estômago vazio.

e) Se, após uma jornada de trabalho com o urânio, você se sentir um pouco sereno, tonto ou sonolento isso pode ser conseqüência da redução das células vermelhas do sangue. Para ter certeza, vá até um laboratório e mande fazer a contagem delas. Exija a contagem em todo o sangue e não apenas em uma amostra. É mais preciso. Se for constatada a redução, tome dois copos desses refrescos tipo framboesa, groselha ou morango às refeições durante dois ou três dias.

f) Evite ficar muito perto da bomba no momento da detonação. A temperatura pode chegar a 100 milhões de graus centígrados e isso pode provocar queimaduras. Se for absolutamente indispensável acompanhar o processo de detonação, use protetor solar.

Considerações finais

Avise os vizinhos e malfeitores que você está bem armado. De que adianta todo esse trabalho e investimento em alta tecnologia se ninguém souber que você tem a força?

Os vizinhos vão respeitar e temer: nada de roubar o limpador de pára-brisa do seu carro, nada de pedir duas cebolas emprestadas e não pagar. Prioridade no elevador e na entrega das correspondências, abatimento nas taxas de condomínio, prioridade nas ruas mesmo com o sinal vermelho são efeitos colaterais muito bem-vindos.

Tem mais: se o síndico ou o prefeito quiser mandar fazer uma inspeção pra saber se você guarda armas químicas em casa, destitua o síndico ou o prefeito. Nunca é demais lembrar que você tem a bomba e se você tem a bomba, tem a força!

Possuir a sua própria bomba só traz vantagem. Desvantagens? Nenhuma. Quem sabe até você ganha isenção no imposto de renda?

Mutações genéticas são bem-vindas

Pessoas desinformadas insistem em dizer que armas nucleares não devem ser usadas porque elas podem produzir mutações genéticas. Isso é verdade. Pode ocorrer uma ou outra mutação genética, mas é necessário ver o lado positivo desses efeitos secundários e evitar paranóia de ongueiro.

O grande cientista inglês Charles Darwin (1809 – 1882) demonstrou cabalmente que as mutações genéticas são bem vindas e foi graças a elas que o homem se moldou à forma atual. O que há a temer? Humanos com duas cabeças? Todos estamos cansados de ouvir falar que duas cabeças pensam melhor que uma. Por que não dar essa chance à evolução?

Para exemplificar os perigos da fissão nuclear, menciona-se o desastre de Chernobil, mas sabe quais as pessoas que correram mais depressa e conseguiram se safar do desastre? As de três pernas!

Há quem trate o assunto como uma piada de humor negro, mas o assunto é muito sério. A aquisição de três pernas é ou não uma mutação favorável à sobrevivência da espécie humana nesses novos tempos em que o homem, e a mulher, é claro devem aprender a viver em ambientes de elevada radioatividade?

Existem mais aspectos positivos. Nos esportes, por exemplo, dá pra imaginar as próximas olimpíadas e os novos recordes sendo batidos: 100 metros rasos em 5 segundos, depois em 4 segundos, na seguinte em 2 segundos…

A vida vai desaparecer da face da Terra?

Os pessimistas de plantão, os derrotistas de primeira hora, chegam dizer que a vida pode desaparecer da face da Terra em conseqüência de explosões nucleares provocadas pelo homem.

Isso é uma mentira deslavada.

Recentemente, cientistas descobriram indícios da ocorrência de formas primitivas de vida, de vermes, há 1,2 bilhão de anos. Portanto, mesmo que a espécie humana venha a sucumbir, outras espécies de vida melhor adaptadas ao novo meio deverão surgir. Em mais um ou dois bilhões de anos novas criaturas, certamente bem mais inteligentes que nós, estarão aptas a construir bombas muito mais poderosas que as de hoje. E o que são dois bilhões de anos diante da eternidade?

A radiação é prejudicial à saúde?

Uns medrosos falam que a radiação faz mal à saúde. São uns frouxos.

A verdade é que tudo além da medida pode ser prejudicial à saúde. A água, por exemplo, é essencial à vida, mas beba água de mais pra você ver o que acontece. Se água de mais fosse boa pra saúde ninguém morria afogado, concorda?

Conclusão

Não perca tempo!

Inicie hoje mesmo a construção da sua bomba atômica e seja feliz com os seus descendentes de três pernas e duas cabeças. Talvez eles não sejam exatamente uma gracinha conforme padrões já superados, mas estarão bem mais aptos a sobrevirem na nova era nuclear.

%d blogueiros gostam disto: